Meus perrengues em Escodra – Albânia

Escodra ou Shkodra é uma das cidades mais antigas dos Bálcãs e está situada na República da Albânia. Ela exerce muita influência no país, principalmente no norte, em termos de cultura, religião, artes e entretenimento. As épocas boas para visitá-la são entre os meses de abril e outubro, quando a temperatura é mais amena e chove pouco.

Uma curiosidade muito legal é que a cidade de Escodra está situada entre os pântanos de água doce do lago Shkodër e os sopés dos Alpes albaneses. As montanhas nos Alpes Dinaric são feitas de dolomitas e calcário. Além disso, a cidade é cercada por três rios, o Drin, próximo ao castelo, o Kir e o Buna.

Shkodra TripBruta

Largados no meio da estrada

Pois bem, foi uma saga que enfrentamos até chegar a Escodra e de verdade não foi nada agradável. A empresa Vector Tours usou de má fé conosco, pois pagamos a passagem até a cidade de Shkodra e nos deixaram no meio da estrada, caindo uma chuva torrencial e longe de tudo.

O motorista nos levou do Kosovo até este meio de estrada, parou a van e apontou para o horizonte dizendo as palavras “bus” e “Shkodra”, daí nos fez descer no meio da chuva e foi embora. Não sabíamos nem onde estávamos e corremos para achar uma marquise ou algo assim, porém não havia nada. Estava chovendo demais e fomos largados no meio do nada, portanto contraindico fortemente essa companhia. Inclusive a mesma que nos trouxe até o Kosovo.

Depois de alguns minutos caminhando embaixo da chuva e encharcando o mochilão maior que levamos, já que até então ele não tinha proteção contra a chuva, encontramos um posto de gasolina com uma lanchonete dentro, porém nós só tínhamos euro e o dinheiro usado na Albânia é o Lek.

Mesmo sem poder pagar por algo para comer, ao menos tínhamos abrigo contra a chuva, o que fez com que pudéssemos pegar o celular e acessar o aplicativo “Here”, que mostra onde você está, mesmo off-line. Desta forma, descobrimos que estávamos há mais de 4km do início da cidade de Escodra.

Shkodra TripBruta

Castelo no dia que cheguei

Desistimos de perder nosso tempo dentro da lanchonete sentindo cheirinho de comida e fomos encarar a tempestade, pensando que não poderia piorar, afinal já havíamos passado muito perrengue no Kosovo. Fomos caminhando e olhando o mapa pelo celular e, sem querer, achamos o castelo de Escodra, que fica próximo ao rio Drin.

Apesar da chuva e da névoa que pairava sobre o castelo, pudemos ao menos vislumbrar toda sua imponência no alto da montanha. O castelo é lindo e bem medieval, um pouco diferente dos que vi na Europa Ocidental e bem parecidos com os castelos romenos.

Shkodra TripBruta (4)

Castelo de Escodra em um dia de sol

Após mais uns 3km de caminhada, chegamos a uma parte mais rural de Escodra e eu me senti num lugar completamente novo. A população em si é relativamente pobre e as pessoas tendem a querer tirar vantagem de tudo. Todos que olhavam para mim, vinham oferecer ajuda em troca de algumas moedas.

Ainda caminhando em direção ao centro da cidade, encontramos um restaurante enorme e muito chique e resolvemos parar para almoçar. Não deu. O cheiro de cigarro era tão forte, que estar ali dentro tornou-se insuportável e fomos embora.

Em Escodra fumam em todos os lugares, até onde tem placa de proibido fumar. Disseram que não fumavam lá dentro do restaurante, mas eu vi fumando, mesmo cheio de placas e até placas nas mesas dizendo que é proibido. Não tem um único restaurante ou bar que eu tenha visto que não tenha cheiro de cigarro do lado de dentro.

Andamos bastante e a cidade pareceu muito bonita, apesar da chuva. Isso infelizmente fez com que não ficássemos muito mais dias na cidade. A praça principal é muito bonita, há lojinhas de souvenir por toda a parte e muitos(!) bares. Boa parte dos lugares no centro da cidade aceitam euro e no final das contas nem foi preciso trocar dinheiro.

Escodra TripBruta

Rua super convidativa para um passeio que fica próxima ao hotel

Finalmente paramos para almoçar. Olhamos um hotel de 4 estrelas e pensamos que talvez lá houvesse um fedor menor de cigarro e até que acertamos, mas claro que havia uma pessoa fumando no salão. O Hotel Grande Europa, apesar das 4 estrelas, não tinha atendimento em inglês ou qualquer outro idioma que eu soubesse falar (isso porque eu falo 8 idiomas, mas todos ocidentais), mas a fome era maior e tentamos pedir o almoço através de mímica.

Com as poucas palavras em inglês que o cara entendia e meu alto conhecimento técnico em Imagem&Ação, tentei pedir uma pizza. Daí quando perguntamos o que vinha na pizza, ele disse umas palavras onde eu entendi que tinha frango e meu amigo entendeu que tinha patas de boi. No fim concordamos que era pizza mista de frango com boi, mas quando finalmente chegou, a pizza era de queijo com um ovo frito no meio.

Até agora não entendi porque fritaram um ovo e deixaram a gema molinha bem no meio de uma pizza grande, mas vou entender que é costume albanês. Pois bem, almoçamos pizza, tomamos uma Pepsi e pedimos pudim de sobremesa (tô pasma até agora que pudim é realmente pudim, em albanês). Isso tudo custou 5.54€ em um hotel 4 estrelas, o que me faz ter que concordar que a Albânia é um país bem em conta para viajar.

Shkodra TripBruta (5)

Um pouco de sol em meio a tanta chuva

Na hora de ir embora de Escodra e pegar o ônibus para Ulcinj, em Montenegro, descobrimos que o ponto de partida do ônibus havia mudado. Não tinha informação disso em nenhum blog e ficacmos um pouco desesperados, mas resolvemos andar um pouco a frente a procura de informações e achamos o novo ponto.

O ponto do ônibus que vai para Ulcinj fica em frente ao Hotel 5 estrelas Rozafa. Ele sai quase que pontualmente às 16h, só dá pra comprar na hora e só tem esse horário, por isso o desespero. Não há informação em lugar nenhum e aparentemente só os moradores de Ulcinj que trabalham em Shkodra é que tinham essa informação. O ônibus para Ulcinj aceita euro como moeda de pagamento.

Neste ponto de ônibus, existem transportes para diferentes destinos e aquele que vai para Ulcinj é o último que você gostaria que fosse. “Branquinho” e empoeirado, velho, acabado; é esse mesmo. O trajeto dura por volta de 1h, mas é tranquilo e a estrada é boa.

E aí, o que acharam da sessão perrengue dessa semana? Mereço ou não mereço voltar para Escodra em uma bela semana de sol? Haha

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s