Costão de Itacoatiara

Todo carioca que se preze já deve ter ouvido falar de uma das praias mais bonitas da Região Metropolitana do Rio, Itacoatiara. Localizada na cidade de Niterói, mais conhecida como “o outro lado da poça”, Itacoatiara é uma das praias mais famosas, não só pela beleza em volta, mas também por suas ondas que abrigam diversos campeonatos de surf amador e profissional.

O Costão de Itacoatiara fica do lado esquerdo da praia e lá de cima é possível ter uma vista de tirar o fôlego, fazendo valer a pena toda a subida. Sinto uma enorme gratidão quando faço essa trilha, pois a recompensa é uma paz surreal e um marzão maravilhoso na minha frente.

Aconselho fortemente a fazer a trilha em um dia de sol e logo pela manhã, pois como o Costão de Itacoatiara se trata de uma pedra, quanto mais perto do meio-dia, mais quente vai estar. E partindo do princípio de que o estado do Rio de Janeiro tem temperaturas elevadas praticamente todos os dias do ano, também é bom levar muita água e barrinhas de cereais.

Costão Itacoatiara TripBruta (3)

Vista do alto da trilha

Como chegar:

Carro: Dirigir até a Região Oceânica de Niterói e ir até a praia de Itacoatiara (depois da cancela, lá no final). De lá, virar à esquerda e encontrar uma vaga para estacionar o carro e seguir a pé. A entrada da Trilha do Costão é em uma porta estreita e pequena, onde há uma placa de sinalização.

Ônibus:

Partindo de Niterói – pegar o 38 e descer no ponto de entrada de Itacoatiara.

Partindo da cidade do Rio – pegar o 770D e descer no ponto de entrada de Itacoatiara.

Após descer no ponto, passar da cancela e andar até a penúltima rua, antes da praia e virar a esquerda. Ir até o final. Lá é como um labirinto, mas é só seguir o fluxo que fica simples encontrar o portão de entrada para a Trilha do Costão.

Costão Itacoatiara TripBruta (4)

Para quem achar trabalhoso subir o Costão, pode subir o Morro das Andorinhas e ter uma vista tão linda quanto!

Chegando ao portão de entrada, é só entrar. Parece redundante, mas é que tecnicamente há um número limite de visitantes que podem subir o Costão por dia, mas em anos fazendo essa trilha, eu nunca vi ninguém vigiando nada. O máximo que tem é um livro de assinaturas, onde quem quiser, assina o nome antes de subir ou quando descer.

Passando através desse portão, você vai subir, subir e subir. Ao chegar à bifurcação, dá para parar um pouquinho e recuperar o fôlego e seguir adiante. Ao lado esquerdo terá uma descida que dá para a trilha do Bananal e se continuar para a direita, vai chegar à pedra do Costão.

Logo você dará de cara com um paredão e uma bela escalaminhada (se não for usar os novos apoios). Seja bem vindo(a) a Pedra do Costão de Itacoatiara! Aproveite a paisagem, tire muitas fotos e marque @tripbruta no instagram para eu ver, curtir e comentar.

Costão Itacoatiara TripBruta (5)

Não se esqueçam de compartilhar comigo as fotos lindas de Itacoatiara 😉

Nível de dificuldade: Já de li de tudo, mas ao meu ver a trilha do Costão é fácil até chegar a pedra e moderada na parte da pedra, se você não usar nada para se apoiar durante a subida (hoje em dia tem um corrimão para auxiliar na subida). Aconselho ir com um tênis antiderrapante se for sua primeira vez na trilha. Muitas pessoas que sempre fazem a trilha estarão de chinelo, mas não se sinta mal por isso. Eles estão calejados já, rs.

Anúncios

Um comentário sobre “Costão de Itacoatiara

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s